22 novembro, 2010

Dia do músico


Quem faz música faz mágica, quando um cara compõe uma letra e faz o arranjo ele está preparando uma droga para alguém usar. A música entra pelos ouvidos e faz a sua cabeça, daí a viagem depende de cada um, e do que você gosta de escutar. O som da bateria, baixo e guitarra e um bom vocal te transporta para onde quizer, vai da tua imaginação. Eu amo música e não saberia viver sem, é minha válvula de escape nesse mundo louco. É o que me salva e me acompanha em todos esses séculos da minha existência. No dia internacional do rock escrevi umas brisas no My Space e acho que tem a ver com o assunto: "Bateria, baixo e guitarra quando bem utilizados podem fazer um som do caralho, só quem já viu um show de rock ao vivo sabe bem do que estou falando... Como é bom amadurecer e olhar com entendimento que tudo na vida realmente passa ou quase tudo. E o que passa nos deixa sempre um aprendizado bom ou mal deixa. O Universo se encarrega de tudo, aprender com os erros, com as vitórias, com os enganos, incertezas, alegrias, amigos, inimigos, dores, prazeres ou seja aprender com a vida. Ela nos ensina e cabe a cada um no seu particular entender o verdadeiro significado de tudo. Entender que nem sempre vamos saber da verdade mas que vale a pena criar nossas próprias teorias. E quando isso acontece, todos os medos se desfazem e monta-se o quebra cabeça, as peças vão se encaixando uma a uma tudo a seu tempo, as vezes lento, outrora rápido demais. Olhar com outra forma de pensar o que antes acreditava ser o certo, respeitando sempre o Criador do Universo, a Força invisível ou até mesmo o Infinito Poder que nos proporciona inclusive o livre arbítrio de acreditar no que quizer. E já que na Natureza nada se cria tudo se transforma, pode ser que todo esse meu pensamento mude, pois faço parte da Natureza e também como ela estou em um estado constante de transformação, e como já dizia Nietzsche "tudo o que não me mata me fortifica" o aprender é minha munição. Não sou eu que faço o meu destino, ele é o segundo que faz a diferença em minha vida, no qual posso até perde-la. Forças controlam meus passos, brincam com o meu caminho, meu destino, meu futuro. Quando essa "força" não quer que seja, por algum motivo, causa, razão ou circunstância que desconheço não adianta lutar, ela tira de mim as pessoas, os lugares, os momentos, mudando o rumo de tudo, as vezes da pior maneira sem ao menos parecer se importar com o tal de sofrimento que passa e fica lá escondido nas lembranças de um passado. Eu sou uma marionete "e que bela marionete" querendo saber: Quem está mexendo os pausinhos? Os deuses jogam os dados e o Universo dá as cartas tudo num processo lento e inteligente como um jogo de xadrez, e eles jogam ao som de The Doors, Led Zeppelin, Pink Floid, Raul Seixas, Janis Joplin... E depois de tentar entender tudo e não compreender nada descobri quem sempre esteve comigo e fez parte da minha vida nesse percurso todo até aqui, foi o som que os deuses ouvem lá em cima, a trilha sonora da minha vida é o som que os deuses ouvem enquanto jogam. O som do bom e velho Rockn'Roll!!!"
O cantor e compositor Johnny Cash representa a qualidade de uma boa música em sua composição Rusty Cage. Aonde ele diz: "Eu vou quebrar, eu vou quebrar a minha jaula enferrujada e fugir..."