11 novembro, 2011

Good Bye Pearl Jam

Hoje o Pearl Jam apresenta seu último show no Brasil com a turnê PJ20.
Passou rápido ao menos para os fãs e vai deixar saudade desde já.
No primeiro show de abertura em São Paulo já havia quem gritasse: Come Back Eddie!
Os caras nem bem chegaram e já pediamos para que eles voltassem.
Há seis anos atrás eu era só felicidade na arquibancada laranja do Pacaembú mesmo sem conseguir ver nada a não ser pela ajuda do telão amigo.
Então eu decidi, se o Pearl Jam voltar eu vou para a pista!
Assim como todos os fãs do Brasil eu esperei ansiosamente este retorno e o resto todo mundo já sabe...
Espero que a banda vá embora satisfeita com o público e não demorem para retornar.
Mesmo que eu não tivesse pego a palheta, apenas ter aqueles olhos azuis na minha direção, tão próximo, cantando como ele cantou, já estava completo, a palheta apenas veio como uma ficha, pra cair todo dia e me lembrar que aquele show rolou mesmo e eu estava lá.

Don't Go Away Eddie... so Come Back ever... ...✍

01 novembro, 2011

Pearl Jam é um "esporro"

Quando se fala no significado do nome Pearl Jam todo mundo ou a grande maioria cita a velha história da geléia da vovó Pearl, sim aquela vovó do Eddie a qual nos conta a lenda fazia geléias maravilhosas nas quais Eddie e seus amigos se deliciavam tanto que resolveram colocar o nome da banda de Geléia da Pearl.
Mas agora vou desvendar a vocês o verdadeiro significado do nome Pearl Jam lembrando que isso não faz inexistente a figura da vovó Pearl e suas deliciosas geléias.
Porém, o nome Pearl Jam nada mais é do que uma definição de "esporro" em inglês. Sim esporro de porra mesmo.
Eu sei que possa parecer "deselegante" mas isso é fato na língua inglesa e observem bem o logotipo, sim no bonequinho marca registrada da banda.
Ele é um esporro ou não é?

Pronto agora vocês já sabem o significado do nome Pearl Jam
.

09 outubro, 2011

Pearl Jam Twenty

Com duas únicas apresentações no cinema brasileiro, muita gente não conseguiu ficar de frente com os caras do Pearl jam nas telonas dos cinemas, porém o Documentário Pearl Jam Twenty será lançado em DVD no dia 25 de outubro.

08 outubro, 2011

Panoramas Do Sul

O 17º Festival internacional de arte contemporânea SESC_Videobrasil coloca em destaque a produção cultural do hemisfério sul do planeta, são 101 artistas da América Latina, África, Europa do Leste, Oriente Médio, Ásia e Oceania. No Sesc Belenzinho uma super produção em relação as instalações foram montadas com vídeos, publicações, objetos, performances, pintura, fotografia e outras formas de manifestações artísticas manifestando a exposição Panoramas do Sul. Eu estive presente e e super indico essa viagem pelas instalações da mostra.
Mas vá com tempo, a mostra é muito grande, são muitos os trabalhos, são 101 artistas! Todos dignos de serem observados com muita calma e uma mente aberta para novos horizontes.
Se programe para a visita, dá tempo, pois ela vai do dia 30/09 a 21/12.
Jovens artistas residentes em São Paulo, que de abril a junho desenvolveram trabalhos na Casa Tomada (espaço paulistano voltado à produção e reflexão artística) também integram esse cenário.
A Mostra Panoramas do Sul está em exposição em três diferentes endereços, incluindo o Sesc Belenzinho o qual compartilho imagens e fotos.
Se não conhece o Sesc Belenzinho vale o passeio para aproveitar e conhecer mais esta unidade da Rede Sesc que está fervendo de atrações teatrais, musicais, esportivas e artísticas.
Não deixe de conferir!

Saiba melhor a respeito no Portal Sesc:
http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas/subindex.cfm?Paramend=1&IDCategoria=7286#banner




19 setembro, 2011

Escrevendo a toa

Faz um silêncio interminável aqui. Nem parece que a horas atrás rolava um funk na vizinhança. Ouvi ao longe eles cantando parabéns daí em diante o silêncio tomou conta de tudo e o funk, as motos, as risadas, desapareceram. O domingo parece ser o último dia da vida das pessoas, mas na verdade ele é o primeiro, o primeiro da semana. O domingo sem Sol não tem graça. E eu também acho que se o Céu fosse de outra cor a não ser azul eu não iria gostar tanto dele como eu verdadeiramente gosto. Ao final da tarde tudo acaba, para novamente começar. O gosto do almoço, da janta, do café, da água e das delicias da doceria, do bolo de ontém que sobrou de aniversário, da pizza dormida no papelão. Muitas das vezes eu adoro esse silêncio em qualquer dia da semana ele não distrai meus pensamentos, os deixa livres. A noite tem cheiro, minha mãe diz que não sente e dá risada quando eu abro a janela e digo humn que cheiro de noite! E me pergunta que cheiro tem? Não sei explicar cheiros nem sabores, apenas os sinto e se o silêncio é a ausência dos sons como posso ouvi-lo?

06 setembro, 2011

Mapa Abstrato



"Cinthia e Marilá propõem um Mapa abstrato, o qual não se refere a nenhum lugar em especial, mas ao mesmo tempo pode estar ligado a qualquer pedaço da geografia de São Paulo. Ao propor um trajeto sem referências específicas, desencandeando pelo visitante que recolher um "mapa" em uma prateleira na Galeria da Vitrine da Paulista, as artistas sugerem uma cidade que só se conclui como projeto e ideia a partir da experiência de cada um que a percorre."
O trajeto irá ser diferente para cada pessoa que adquirir o seu mapa. Eu sinceramente não participei da proposta por medo de não saber voltar. Vai que eu me perca no regresso, o que não seria difícil sendo eu, mesmo assim trouxe para casa o mapa e o giz. Aí segue as indicações do mapa. 

O Mapa Abstrato

Leve com você uma cópia do mapa e um bastão de giz
Vá ao ponto de ônibus mais próximo de onde você está
Pegue o terceiro ônibus que passar
Desça no décimo quinto ponto
Atravesse a rua
Atentamente
Caminhe duas quadras
Observe
Vire à esquerda
Ouça
Vire a direita
Pergunte as horas
Vire à esquerda mais uma vez
Olhe para cima
Caminhe até quatro quadras
Devagar
Olhe ao redor
Encontre seu lugar e faça um X

23 agosto, 2011

Tortura não é Cultura

E eles dizem ser um trabalho. Trabalho para ser chamado de trabalho tem que ser honesto, digno. O que de digno tem em um rodeio? Trabalhar de verdade seria pegar numa enxada e mexer um cimento, carregar tijolo nas costas, se cansar, se esgotar de ser peão, mas peão de obra.
Esse sim tem moral suficiente para dizer eu trabalho! Isso sim é trabalho de verdade. Se rodeio para eles é uma paixão eu tenho medo do que será o ódio. Tenho medo... Se acham os machões em cima de um boi apertando o saco do animal, correndo atrás de bezerros assustados e laçando seu pescoço, puxando no tranco, jogam bezerros no chão o imobilizam torcendo o seu pescoço e o animal ali bufando de medo sem entender nada, que apenas reconhece o panico, o terror daquela ameaça: O Homem.
Por dinheiro tem gente até comendo merda literalmente. Se acham os machões em cima do boi, pra mim não passam de maricas covardes. Tem certas coisas que você não precisa ter coragem para fazer basta ser covarde. Quero ver é ter coragem de enfrentar um homem na porrada. Ganham dinheiro as custas do sofrimento do animal, e ainda tem os trouxas que finaciam essa "festa" ficam lá ouvindo músicas enlatadas de cantores que também só estão ali pelo dinheiro porque se fosse pra eles escolherem seu público ó baby não se iluda eles preferem o do CredcardHall, um CityBank mas pagando bem que mal tem! E o povão se acabando de consumir os produtos dos patrocinadores, a cerveja patrocinadora, rindo do boi que está pulando com medo daquilo que ele não entende o único sem entender nada, o único inocente nessa estória. Enguanto isso a prefeitura ri horrores da dinherama que está faturando. Claro mamando nas tetas da vaca capitalista até umas horas por causa de uma festinha medíocre.
E ainda alegam que os bois são bem tratados, claro se não os alimentarem bem não ficarão fortes o suficientes para dar pulos de metros de altura com um jegue nas costas né? E Barretos? É uma cidade reconhecida mais pelo que afinal fora este circo de horrores? Nossa que pobreza de espírito uma cidade ser reconhecida por isso? Por isso? Nossa é muito triste e deprimente. Com toda certeza absoluta eu tenho apenas dó do boi. Quanto a festa, dos peões, dos organizadores, patrocinadores, mídia jabázenta, os cantores de merda que tocam lá, e o público que financia eu quero se se foda, mas eu quero que se foda grande. Sem esse papo de cultura regional por favor, tortura não é cultura isso para uma pessoa com um mínimo de bom senso sabe. Não precisam amar os animais apenas os respeitem. O problema é que quando se descobre uma maneira de fazer dinheiro fica muito mais dificil combater assim como é dificil combater o tráfico, se sempre existir o consumidor... Sabe porque acabaram com os animais em circos e não acabam com a festa do coisa ruim em Barretos? Porque o circo não dava dinheiro suficiente, não rendia milhões, não tinha patrocinadores de peso, ou seja não era uma MAFIA grandiosa como o rodeio é. Tem governo envolvido, tem prefeitura envolvida, tem mídia envolvida, tem empresas grandes envolvidas. Tudo atrás do dinheiro que cheira a medo animal. Infelizmente não só aqui que os animais são torturados, no mundo inteiro acontece, isso faz parte do Ser Humano e só irá acabar quando houver leis e pessoas dispostas a faze-las vigorar.
Acredito que pela inteligência de manipulação da mídia o rodeio sem o boi ainda assim dará lucros, transformem Barretos em uma grande festa anual de shows em seus estilos de sempre com uma atração realmente cultural e saudável ao público que irá gastar horrores com boi ou sem boi eles querem diversão não é? Então levem diversão digna de Cultura para essas pessoas, para essas crianças. Porque não transformar aquela grande arena num grande teatro de bonecos? Ou em um grande show igual o de Parintins? Inventem criem idéias e ganhem dinheiro de uma forma justa sem torturar animais. Eu prefiro abraçar um animal a que joga-lo no chão, laça-lo, maltrata-lo, causar-lhe medo, dor.

24 julho, 2011

27! A teoria da conspiração - A verdade revelada.✍

Basicamente revelarei a teoria da conspiração que em absoluto não é
apenas mais uma teoria da conspiração mas uma realidade para o futuro de todos nós! Temos observado no decorrer das décadas ídolos do Rock morrer aos 27 anos de idade. Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison, Brian Jones, Kurt Cobain entre outros e
neste final de semana Amy Jade Winehouse. Percebam que todos exceto Cobain tem a letra J no nome. Bom, a teoria é essa: Quando o número de roqueiros falecidos (com J no nome) alcançar a quantidade de 27 o mundo irá acabar e as pedras rolarão.
Sim as pedras irão rolar em um literal "rocknroll"

23 maio, 2011

Ele Chamará

Eu cresci em uma família bem religiosa, frequentávamos o Salão do Reino três vezes por semana, fora os estudos em família e pessoal. Em casa tem até hoje uma biblioteca de literaturas teocráticas as quais me levavam a assuntos diversos, isso eu sempre admirei e admiro até hoje na religião da minha família, esse incentivo da sociedade Torre de Vigia no aprendizado diverso não somente e exclusivo o bíblico. Livros, revistas, brochuras tantos temas e tantos anos de estudo pessoal desde pequena até a adolescencia me deram uma ampla visão sobre os mais variados temas e culturas e o mais importante o gosto pelo aprender. Cantávamos cânticos de louvores, treinávamos em casa para não fazer feio nas reuniões. E sonhar em participar da orquestra de Watch Tower of Pennsylvania era coisa normal. As Melodias do Reino eram inspiradoras por demais. Esse é o lado bom da religião principalmente quando você vem de uma família pobre, num lugar pobre, em uma época mais pobre ainda. Mesmo sendo apontados na rua como chacota ao passarmos de pasta carregando nossas bíblias eu e meus irmãos éramos diferentes não tinha jeito, nos orgulhávamos de nosso Deus e ser TJ era coisa normal para nós, nós nascemos assim nessa condição religiosa e convivo nela até hoje mesmo não frequentando mais. Assisto meus parentes pecarem e pedirem perdão pelos pecados constantemente. Hoje isso tudo não me é um orgulho tão pouco uma vergonha apenas um fato. Me afastar de uma religião que me proporcionou tanta boa leitura e conhecimento em suas literaturas, foi uma conseguência do livre arbítrio. E fico pensando como podemos mudar tanto no decorrer de uma vida, a minha fé era inabalável, inexorável jamais pensava em deixar de seguir aquele caminho. Assim como anos mais tarde eu jurava nunca deixar de me vestir de preto e ouvir rocknroll. Hoje em dia acordo cantarolando Tribo de Jáh outras vezes aumentando o som do Matanza, acredito que a liberdade musical está variavelmente coligada ao estado de espírito. E esse meu espírito tem vários estados que a liberdade musical me proporciona variar constantemente de acordo com o meu prazer. Já na religião liberdade é coisa rara. Dentre a estrada larga e estreita aos meus dezoito anos resolvi caminhar na estrada larga a qual biblicamente não é uma boa escolha, mas quem sabe pode ser que eu volte, um dia eu volte quem sabe, já que Deus está sempre disposto a perdoar os pecados. O que não gosto é a superioridade perante os outros "semelhantes" que o fanatismo causa nas pessoas. Dizem que estou iludida pelo mundo, por suas luzes. E eu acredito que eles estão iludidos pela bíblia, por suas promessas. Assim como um dia eu também estive.
 "A vida é qual bruma lá do Mar, não dura muito tempo,tudo que somos pode acabar."

23 abril, 2011

✎Eddie Vedder


I hope you ever, ever and ever. Only you make me talk about love, Eddie. You calm my soul, calms my heart. I know every mark of expression on his face, and think beautiful. Among the many perfections your imperfection is the most perfect. And I follow you so long admired. Silly! Really? So many things in this world makes no sense. If you depend on anything that my wish will never make sense. And you do not know who I am, and it is so indifferent to you. There are also many in the world with that same feeling for you, I would not be a particular grain of sand, I know not. But let me dream, let me play at being happy, playing to say I love you. And when my heart is tight, I just breathe. Because I know one day you will come and then go away.

28 março, 2011

✎Risadaria

Terminou ontém a 2ª edição do Risadaria. Evento que rolou de 24 a 27 de março no Pavilhão da Bienal no Parque do Ibirapuera.
Por 30$ reais você garantia seu passaporte da alegria que não era do Play Center.
Lá dentro o acesso era para diversas exposições, apresentações e interatividades, em uma verdadeira feira de humor, um salão da comédia. Um grande homenageado "O Nariz" o qual nada discreto chamava a atenção para fotos nas alturas pendurado era o tema da feira deste ano, Já, Jô Soares também foi um homenageado, havia objetos pessoais de acervo, livros, galeria de fotos, suas famosas canecas, suas roupinhas de criança que comprovavam sua infância de burguêszinho fofo.
Andando mais um pouco uma galeria de desenhos de vários artistas davam cor a uma enorme parede, entre eles um painel de Os Gêmeos.
Sabe quando você vai a uma exposição e no final sempre tem aquele livro com folhas em branco para você deixar a sua assinatura, um desenho ou um comentário? Lá também havia um, porém mais parecia uma grande lousa, criativo e com a intenção da interatividade com o público, um mural branco enorme foi atração, onde todos deixavam sua marca, para de alguma livre forma poder dizer: estive aqui.
Transmição on line via Twitter e UOL deixavam a par de tudo quem estava de fora. Patrocinadores importantes marcavam presença com brindes bobos como por exemplo imã de geladeira da cerveja Devassa, tudo bem que eu sou uma mas... não precisa deixar isso estampado na cozinha de casa. A VW disponibilizou um palco com apresentações diversificadas de humor e nesses quatro dias rolou o 1°Campeonato Brasileiro de Stand-up, por eliminatórias no último dia foi anunciado o vencedor Edson Junior, apesar de eu estar na torcida pelo Gigante Léo.
Também tinha cinema, palestras e um teatro patrocianado pela Sadia, o Teatro Hot Pocket Sadia, com valores de 70 a 100$ reais, para o MEU bolso achei meio "hot", mas os artistas valiam a pena, só feras. Cruzar com artistas livres e soltos andando pelo evento era comum, para alegria das tiétes de plantão uma fotinha básica para por no orkut era de lei.
Um cantinho do aconchego deixava as pessoas em um momento mais a vontade, livros e pufs espalhados por esse espaço disponibilizava um momento mais cult para os visitantes. Foi uma risadaiada geral, com várias atrações, só mesmo estando lá.
A Risadaria é mais um evento anual em São Paulo que veio para ficar e fazer muito sucesso. A cada ano eles vão sempre melhorar, isso é claro. E se transformar em uma grande Bienal do Humor.

16 março, 2011

Questionar ou não questionar eis o ser!

O Universo é tudo um milagre, mágica, ilusão ou tecnologia? Porque eu faço parte de um número de pessoas que só pergunta o que não tem resposta provável? Nem só de pão vive o homem mas de teorias ele se faz eterno. Talvez seja tudo uma grande mágica ilusionista com alta tecnologia que faz um verdadeiro milagre!

06 março, 2011

✎Ouvir Estrelas

Ora ( direis ) ouvir Estrelas! Certo, perdeste o senso! E eu vos direis no entanto que para ouví-las, muitas vezes desperto e abro as janelas, pálido de espanto. E conversamos toda a noite, enquanto a Via-Láctea, como um pálio aberto, cintila. E, ao vir do Sol, saudoso e em pranto, inda as procuro pelo Céu deserto. Direis agora: "Tresloucado amigo! Que conversas com elas? Que sentido tem o que dizem, quando estão contigo? " E eu vos direi: "Amai para entendê-las! Pois só quem ama pode ter ouvido capaz de ouvir e de entender Estrelas.
                    Olavo Bilac

01 março, 2011

✎Com passos e com pedaladas

Queria que fosse verdade a filosofia Budista na qual eles crêem que tudo a nossa volta não passa de uma grande ilusão de óptica. Seria bom ter toda essa violência brutal que está encarnada no ser humano como apenas ilusão. O negócio está feio, o ser humano está cada vez mais #fail, mas ainda bem que é apenas uma parcela e não uma geral, menos mal. Mas mesmo assim tenho medo porque não sei até aonde vai, até que ponto podemos confiar nas pessoas, que pena! Muitos se justificam em cima do estresse, depressão, neuroses e agora a nova moda; o transtorno bipolar, que no ver da minha vó, sábia mulher de 93 anos, "esse tal de transtorno bipolar nada mais é do que um jeito chic de dizer que está doido." O problema é que tudo isso está dosado de uma índole propensa a maldade. As coisas parecem estar fora de lugar, de controle, está tudo errado, tem alguma coisa de errado no mundo há tempos, tempos do tipo desde que o mundo é mundo. Final dos tempos? Mas Caim matou Abel lá no começo dos tempos. O diabo é o culpado! Não seria ele um bode expiatório? É o Karma de cada um. Inclusive do planeta, ser destruido? O egocentrismo do capitalismo. E se o mundo fosse uma feira do rolo... Falta de Deus! Mas e os padres pedófilos estão com falta de quê? Sem vergonhice. Mas o cara mais tímido do grupo, virou homem bomba. Quando a guerra não é religiosa ou política, ela é cívil nas extatísticas dos B.Os das grandes e pequenas cidades. Eu ainda acredito é que a culpa está no progresso sem ordem. A maneira como construiram cidades, cimento, asfalto, fumaça, barulho, trânsito... isso não é natural. E vejo o ser humano tampando o Sol com a peneira usando de sua racionalidade para esquecer que não passa de um animal. E lutar contra sua própria Natureza pode haver reações adversas. Ou como disse Clarice Lispector apenas o fato de "ter nascido me extragou a saúde".
Mas como eu já estou por aqui vou mantendo a minha sanidade na beleza de uma flor, no cheiro da terra molhada, nas fases da Lua, em uma caminhada em trilhas verdes e frescas, em um passeio de bicicleta, em coisas que preencham a falta de uma história humana de ordem e progresso lado a lado com a Natureza. As coisas bem que poderiam ter sido diferentes.

07 janeiro, 2011

Pearl Jam 20 anos

"Isso só me faz lembrar que estou ficando velha."
Desmerecer o Grunge nessa altura do campeonato ou tirá-los da cena histórica do Rock and Roll não é apenas uma idiotice como um desrespeito com a história do Rock na qual o som grunge teve a sua participação.
Sabemos então de tantas bandas de Seattle que marcaram época com suas camisas xadrez, o Pearl Jam aqui em destaque por seus 20 anos de carreira, lota até hoje estádios em turnês mundiais.
Para uma banda que começou tudo lá em meados de 1990 chegar até aqui com essa força toda deve de ser repensado por muitos que assim não acompanharam a tragetória da banda até os dias de hoje.
 O Eddie Vedder mudou, as guitarras mudaram mas nada muito além do que eram, mas a mudança foi apenas um amadurecimento entre banda, composições, trabalhos solo. Eles tem a fórmula de permanecerem juntos e manter junto a eles seus fãs.
Eu sou a pessoa mais suspeita para falar sobre Pearl Jam e Eddie Vedder, meu amor por ele é declarado, aberto, exposto e ainda tem pessoas que me perguntam por que Andreia Vedder, porque Andreia Vedder? Porque foi a fórmula que encontrei de não esquecer dele um único dia!
 

04 janeiro, 2011